Advertisements

Quem a vê agora com longos cabelos loiros e busto largo talvez não imagine, mas Sonia Avedian, 37, no cartório era um homem. Até sete anos atrás, todo mundo o conhecia por Matthew e trabalhou por anos como marinheiro dos Estados Unidos da América.

Para quem pensa que foi uma descoberta recente de Sona, ela contou ao tabloide britânico The Sun que, desde criança, já sabia que seu corpo não correspondia à sua identidade de gênero. Porém, nascido e criado em uma família conservadora, nunca teve a oportunidade de expressar que realmente era.

Na tentativa de esconder um segredo tão enorme e pesado, o até então Matthew transformou-se no oposto daquilo que realmente se sentia ser, para ser o mais machão possível: deixou a barba crescer espessamente junto com um corpo muito musculoso.

Tudo ocorria aparentemente bem, para quem estava de fora, Sonia era o modelo do perfeito cidadão americano, com um emprego respeitado, uma linda esposa e uma filhinha de apenas um ano de idade. O fardo que carregava por anos, no entanto, tornou-se muito pesado, fazendo-o declarar uma mulher transgênero em novembro de 2012.

https://www.instagram.com/p/BIZpMTNjcnJ/?utm_source=ig_web_button_share_sheet

Advertisements

Após a terapia hormonal, ele passou por uma cirurgia complexa e reformulou seu corpo com uma nutrição saudável e yoga. A transformação do homem, agora, está completa e, apesar das dificuldades, Sonia finalmente pode ser encontrar em paz consigo mesma.

https://www.instagram.com/p/BHRQr-GjduD/?utm_source=ig_web_button_share_sheet

“Eu enfrentei bons momentos e alguns outros difíceis, da vida que eu tinha antes, sinto falta de algumas coisas… perdi muitos amigos, mas fiz novos. Hoje em dia, quando olho para minha antigas fotos, não consigo reconhecer aquele cara. Pessoalmente sou muito mais feliz, já não tenho mais nenhum conflito com o que sou.”

https://www.instagram.com/p/BSvGq4OA5dd/?utm_source=ig_web_button_share_sheet

Sonia, portanto, está satisfeita com sua transformação e, apesar de um divórcio difícil, ela não se afastou de sua filhinha, com quem ela está mais unida do que nunca:

“Ela só me lembra de mim após a transição, como uma mulher, e eu gosto da maneira como interagimos, somos tão parecidas. Mesmo que ela tenha apenas cinco anos de idade, pode ter conversas muito inteligentes.”