Advertisements

Até que ponto os “haters” dos famosos podem ir?! Aparentemente, uma internauta não gosta nada da cantora Anitta e resolveu criar uma abaixo-assinado para prenderem a musa. No site Avaaz.org, a mulher sequer explicou o motivo de pedir a prisão da cantora.

O título do abaixo-assinado é simples e objetivo: “Colocar Anita na cadeia”. Como meta, a internauta anônima colocou 750 assinaturas e sim, ela bateu a meta.

Mulher criou petição e conseguiu atingir meta estipulada de assinaturas online – Foto: Reprodução/ Instagram

Não é preciso nem dizer que a cantora não será presa, certo?

Anitta faturou em 2019 cerca de 80 milhões só em publicidade

A partir de 2015, quando estourou com a música “Bang” – e, dizem, perdeu o “ranço” de funkeira, passando a ser aceita pela elite econômica – , Anitta caiu nas graças do mercado publicitário. Desde então, ela anuncia de tudo um pouco, e, acredite, diz muito ‘não’ às muitas ofertas que lhe aparece, para não virar o que, segundo a própria já disse para esse colunista, “um outdoor ambulante”.

Mas, de fato, hoje, Anitta é muito mais um produto de marketing do que de música. A maior parte da renda do seu escritório vem dos comerciais e não dos shows. O cachê de um show de diva pop gira entre 180 mil e 200 mil reais, um terço do valor de Gusttavo Lima, que, com preços em torno de 500 mil e 600 mil, detém, atualmente, o maior cachê entre os artistas brasileiros.

Advertisements
Foto: Reprodução | Instagram

Levando-se em conta a quantidade de shows realizados por Anitta ao longo de um ano – em 2018, foram 135 – , a cantora fatura por ano cerca de 27 milhões de reais brutos, o que representa pouco mais de um terço do arrecadado por ela com publicidade. O total do faturamento de Anitta este ano com ações de marketing e campanhas publicitárias já bateu 80 milhões de reais e pode aumentar um pouquinho mais, já que ainda falta pouco mais de um mês para o fim do ano.

Com o prestígio em alta entre os anunciantes, só este ano, Anitta já estrelou campanhas e realizou ações de publicidade com a RenaultClaroSandálias IpanemaItaúAdidasSamsungSkol e Skol Beats. O apelo junto a esta última marca citada foi tão forte que a Ambev contratou a cantora como chefe de criatividade e inovação da Skol Beats, tendo lançado a Skol Beats 150 como o primeiro lançamento sob sua supervisão na companhia.

* Com colaboração de Geizon Paulo

(Fonte: Coluna Leo Dias UOL)